CLIQUE NO ÍCONE PARA IMPRESSÃO DO PAINEL

Investimentos

Os investimentos totais no sistema aquaviário nacional atingiu a marca de 4,2 bilhões de reais em 2017, valor 1,8 vezes maior, quando comparado com 2010. Destaque para o setor privado que, em 2017, correspondeu com 88% do volume investido.

Carregando...
Carregando...

Infraestrutura

A quantidade de terminais privados que em 2010 eram 120, passaram a ser 165 em 2017, registrando um crescimento na ordem de 37,5%. Em relação aos portos públicos, a quantidade de instalações apresentou acréscimo de 45,4%, passando de 119 para 173.

A região do país que apresenta a maior quantidade de terminais é o Sudeste, com 81 unidades, sendo destes 42 Terminais de Uso Privado (TUP), quantitativo muito semelhante entre público e privado. Por outro lado, a região norte apresentou um forte crescimento na quantidade de ETCs, ampliando em 10 vezes a quantidade de instalações, representando hoje 2/3 das estações situadas nesta região.

Carregando...
Carregando...
Carregando...

Frota de Cabotagem e Longo Curso

Carregando...
Carregando...

Quanto à frota de embarcações registradas na Antaq, quando comparado 2017 com 2010, o crescimento foi de 91,5%, atingido a marca de 2.539 embarcações registradas em 2017.

Carregando...

A frota brasileira de embarcações de porte oceânico apresentou crescimento no período 2010/2017, passando de 232 embarcações em 2010 para 387 em 2017, com um crescimento na ordem de 67% no período. Os destaques ficaram com as categorias Balsa/Barcaça/Chata (+114%) e Porta Contêiner (+157%), que duplicaram suas ofertas de capacidade. A única categoria cuja redução na frota foi observada foram os Navios Graneleiros.

Carregando...
Carregando...
Carregando...
Carregando...
Carregando...
Carregando...

Frete de Cabotagem

Após a correção dos valores do frete com o IPCA na série histórica, notou-se que o único grupo de carga que apresentou aumento real foi o de granéis agrícolas, representado aqui pelo fluxo de trigo proveniente dos portos do Sul do país com destino aos mercados do Nordeste.

Carregando...