Seu navegador não suporta javascript!

Notícia

Home > Notícias > Notícia

12 de março de 2020

Indígenas apresentam considerações sobre projeto da Ferrogrão
Os estudos de impacto ambiental desenvolvidos pela Empresa de Planejamento e Logística – EPL para o projeto da Ferrovia EF – 170, conhecida como Ferrogão, foram tema de um debate entre representantes do Governo Federal e lideranças de povos indígenas da Bacia do Xingu, nesta terça-feira (12), em Brasília.

O diretor-presidente substituto da EPL, Marcelo Caldas, participou da reunião para ouvir as considerações dos representantes do Xingu sobre o projeto. O encontro também reuniu representantes do Ministério da Infraestrutura, do Programa de Parcerias de Investimentos – PPI e técnicos da gerência de Meio Ambiente da EPL.

Entre as reinvindicações dos indígenas, está a abertura de consultas aos povos tradicionais da região sobre o traçado e os impactos ambientais que podem ocorrer com a construção do empreendimento.  O projeto da ferrovia conta com uma extensão de 933 quilômetros e conecta a região produtora de grãos do Centro-Oeste brasileiro ao Porto de Miritituba, no Pará.

Marcelo Caldas explica que ouvir todos os atores envolvidos no processo é uma das diretrizes do projeto. 

“A EPL exerce papel fundamental no desenvolvimento socioambiental e econômico, fatores intrínsecos a este empreendimento. Neste contexto, está sempre aberta ao diálogo, respeitando as tradições indígenas. A atuação e os estudos desenvolvidos pela empresa estão sempre de acordo com a legislação brasileira e todas as consultas públicas previstas serão cumpridas”, disse.

Galeria

  • Indígenas apresentam considerações sobre projeto da Ferrogrão
  • Indígenas apresentam considerações sobre projeto da Ferrogrão